Financeiro

4 desafios financeiros da gestão imobiliária que devem ser superados

4 desafios financeiros da gestão imobiliária que devem ser superados

Um fator que costuma atrair bastante os profissionais para o mundo imobiliário é a possibilidade de se obter altos ganhos financeiros. Afinal de contas, às vezes basta uma venda para, em muitos casos, ganhar o que outros profissionais levariam alguns meses para conquistar. Entretanto, exatamente na contramão dessa atratividade vêm os contratempos que o corretor ou a imobiliária podem viver em relação às finanças. Sabe por que isso ocorre? Por pura falta de gestão financeira adequada! Quer saber mais sobre o assunto? Então confira agora mesmo 4 dos maiores desafios financeiros da gestão imobiliária que devem ser superados o quanto antes!

Traçar um objetivo e se controlar

No mundo contemporâneo, a ânsia pelo consumo é muito grande — principalmente quando o lucro é um pouco mais alto. Mas essa mesma impulsividade que consegue mover montanhas pode também se tornar grande inimiga de uma situação econômica saudável. Nesse caso, a melhor dica para colocar a gestão imobiliária nos eixos é definir um objetivo e ter a consciência de que, para alcançá-lo, será necessário fazer algumas renúncias no presente. Mantenha o futuro exitoso do seu negócio em mente como forma de incentivo! Então trace uma meta real e tente se controlar para não gastar mais que o limite, combinado?

Desconectar-se das vendas para pagar as contas

Sem dúvida, um sentimento que é capaz de prejudicar o desempenho tanto de um corretor autônomo como de uma imobiliária é a própria pressão por ter que vender a todo custo para poder pagar as contas. Essa dependência acaba prejudicando o atendimento e, consequentemente, a relação com os clientes. Por isso, o ideal é planejar os rendimentos de modo que, em um período de possíveis baixas no mercado, exista uma reserva para quitar os compromissos previamente assumidos.

Gastar apenas aquilo que se ganha

Entender a importância de basear os gastos em suas reservas financeiras concretas é essencial na vida de qualquer pessoa — principalmente na de um corretor autônomo ou de uma imobiliária que acabou de abrir as portas. Nesse sentido, uma boa dica é repartir seus ganhos em: gastos profissionais, despesas pessoais e reserva, seja para um fundo de poupança ou um investimento. E saber gerir o que ganha o ajudará até a não depender das vendas para o pagamento de contas, viu?

Procurar controlar seu orçamento bem de perto

Monitorar bem suas finanças é a garantia de que tudo funcionará da melhor maneira possível. Pense bem: caso não tenha o devido conhecimento sobre o caixa atual e as despesas da imobiliária, como poderá criar indicadores para saber se está no caminho certo ou até se terá dinheiro para cobrir as despesas do negócio no mês seguinte? Assim, mesmo que delegue a função para colaboradores, não deixe de acompanhar tudo de perto, para que consiga vislumbrar saídas estratégicas caso necessário — e com antecedência.

Para atingir seus objetivos, é preciso ter metas claras, um planejamento adequado e, principalmente, ter consciência das possíveis contrapartidas. Para ser um corretor de imóveis de sucesso ou mesmo deixar uma imobiliária bem no mercado, nada de fugir dos desafios ou esperar por milagres! Faça as escolhas e renúncias necessárias e caminhe em direção ao sucesso.

Utilizar um bom software de gestão imobiliária pode ser uma excelente alternativa, não é? Então aproveite para conhecer o inGaia Imob e faça a gestão de clientes de qualquer dispositivo, além da divulgação de imóveis nos portais e chat em tempo com mais de 30.000 corretores.

E você, vem enfrentando ou já passou por problemas na sua gestão financeira? Compartilhe suas impressões e experiências conosco!

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe