Financeiro

5 indicadores financeiros que sua imobiliária deve acompanhar

5 indicadores financeiros que sua imobiliária deve acompanhar

Os indicadores financeiros não servem apenas para reconhecer a situação das finanças de uma empresa, mas também para identificar oportunidades, ameaças e para apoiar a tomada de decisão. E por mais que o cenário imobiliário não seja diferente, vale ressaltar que, no caso desse mercado, alguns indicadores merecem mais destaque — afinal, influenciam até no reajuste de contratos imobiliários! Curioso para conhecer alguns dos principais indicadores financeiros que sua imobiliária deve acompanhar? Então fique de olho no nosso post!

Índice Geral de Preços do Mercado

O índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) é calculado pela Fundação Getúlio Vargas e indica a variação de preços principalmente para a realização de ajustes de contratos de locação de imóveis. Para conhecer esse índice, é preciso acompanhar a tabela oficial, divulgada mensalmente, sendo o valor para reajuste baseado no valor acumulado para os últimos 12 meses. Garante-se, assim, um reajuste dentro das variações do mercado.

Índice Nacional de Custos da Construção do Mercado

O Índice Nacional de Custos da Construção do Mercado (INCCM) é mais um indicador calculado pela FGV. No caso, tem como objetivo acompanhar os custos da construção nas principais capitais do país. O INCCM proporciona a correção adequada dos índices de contratos de venda para imóveis novos ou, principalmente, para imóveis na planta.

Custo Unitário Básico da Construção Civil

O Custo Unitário Básico da Construção Civil (CUB) é praticamente uma evolução do INCCM, que traz informações muito completas sobre os custos da construção civil em diferentes capitais. Ele leva em consideração fatores como mão de obra e nível da qualidade do acabamento, por exemplo. Assim como acontece com o índice anterior, é especialmente útil para orientar reajustes em contratos de compras, especialmente apartamentos ainda em construção. Acompanhando o CUB direitinho, sua imobiliária não perde dinheiro!

Taxa de Juros Selic

A Taxa de Juros Selic, também conhecida como Taxa Básica de Juros da Economia, é fixada pelo Banco Central, de modo a regular a economia, conter a inflação e controlar o crédito de maneira geral. É importante que sua imobiliária acompanhe essa taxa basicamente por 2 motivos: ela pode ser usada para orientar os reajustes de alguns contratos de venda e dá uma ideia do nível de crédito oferecido no mercado. Quanto mais alta é essa taxa, menor é o acesso ao crédito, o que diminui a possibilidade de financiamentos imobiliários. Notando uma elevação nessa taxa, a imobiliária já pode agir, seja oferecendo imóveis mais populares com condições diferenciadas ou focando na locação.

Retorno sobre Investimento

O retorno sobre investimento (ROI) é um indicador financeiro interno que serve para a imobiliária acompanhar a assertividade dos investimentos e a alocação de recursos, avaliando se as decisões foram ou não benéficas para a imobiliária e seus respectivos impactos. Ele é calculado por: (ganhos gerados pelo investimento – custo inicial) / custo inicial. Uma ação de captação de clientes, por exemplo, tem um custo envolvido, certo? Com o cálculo do ROI, é possível identificar se essa ação foi ou não financeiramente benéfica para o negócio.

Como você viu, os indicadores financeiros que sua imobiliária deve acompanhar vão desde índices externos, relacionados ao mercado, até internos. Acredite: baseando-se neles é que você conseguirá aumentar a assertividade das ações do seu negócio!

Alguns softwares possibilitam a integração com portais imobiliários e sites relacionados, como o inGaia Imob, otimizando mais a busca. Com ele você faz a gestão de clientes de qualquer dispositivo e divulga seus imóveis nos portais e chats em tempo real com mais de 30.000 corretores.

E se quer tornar esse acompanhamento ainda mais fácil e melhorar a gestão, confira 5 razões para contratar um software de gestão imobiliária!

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe