Liderança

9 dicas para firmar parcerias com empresas e fechar mais negócios

9 dicas para firmar parcerias com empresas e fechar mais negócios

O que fazer para se destacar em meio à competitividade do mercado? Como atender de forma completa um consumidor cada dia mais exigente? A melhor resposta para essas perguntas pode estar na parceria com empresas.

Mas selecionar e manter parceiros pode ser um desafio quando você não está pronto para isso. Portanto, se está pensando em dar início a essa estratégia, é bom se preparar.

Se você pretende aderir às parcerias com empresas ou melhorar aquelas que já tem, considere aplicar estas 9 dicas importantes para fechar mais negócios. Confira!

1. Conheça seu público-alvo e sua persona

Antes de tudo, você precisa conhecer esses dois pontos fundamentais de seu nicho de negócios. Para começar, entenda qual é a definição de cada um:

Público-alvo

Esse conceito é a base para qualquer estratégia de negócios das empresas que querem obter sucesso e ter ações de marketing acertadas (lembre-se de que fechar parcerias com empresas também se encaixa aqui).

O público-alvo são as pessoas que têm potencial interesse no que você pode oferecer, mesmo que não queiram comprar seus serviços no momento. Essas pessoas têm características em comum, como:

  • faixa etária;
  • interesses;
  • localização geográfica;
  • profissão;
  • estado civil etc.

Uma imobiliária que atua em uma capital, por exemplo, pode ter como público-alvo os habitantes daquela área e da região metropolitana que reúnem perfis específicos.

Persona

Já a persona é o resultado de um olhar mais atento para os indivíduos dentro do seu público-alvo. Ela representa, de forma fictícia, seu cliente ideal, baseando-se não em achismos ou impressões, mas em dados reais, trazidos das histórias pessoais, motivações e preocupações desses compradores em potencial.

Você pode criar uma persona reunindo informações obtidas dentro de sua própria carteira de clientes ativos. Ela deve representar com clareza a pessoa que você pretende impactar com suas estratégias de atuação.

2. Saiba que produtos e serviços atendem seu público

Ao entender qual é seu público-alvo e quem é sua persona, uma questão fica bastante clara: os interesses desses potenciais clientes. O que importa para eles?

Dentro de seu nicho de atuação, você pode separar esses pontos de importância em dois grupos: aquilo que você tem a oferecer, e o que não está em seu portfólio.

Quanto mais completo for o pacote de serviços e de produtos ofertados, maiores as chances de seu cliente fechar negócio sem pesquisar na concorrência, afinal, a praticidade também é um valor que se agrega ao que uma empresa pode oferecer — e um dos mais importantes!

Por exemplo, quando alguém aluga ou compra um novo imóvel, de que ele também pode precisar? A resposta inclui, provavelmente, serviços de:

  • manutenção hidráulica e elétrica;
  • seguro residencial;
  • montagem e desmontagem de móveis;
  • frete para sua mudança;
  • decoração de interiores etc.

Reconhecer os mais importantes é o primeiro passo para que você consiga fechar parcerias estratégicas.

3. Faça uma lista de potenciais parceiros

Ciente de que serviços e produtos você precisa agregar aos seus, é mais fácil escolher potenciais parceiros, pois você já sabe para onde direcionar seus esforços. Parta, portanto, para a primeira lista, que deve conter o máximo de empresas e profissionais que atuem nos nichos elencados como mais importantes no tópico anterior.

Dizemos que essa é a primeira, porque você deve avaliar os mais promissores — falaremos disso logo mais. É importante, entretanto, já riscar da lista aqueles que você já conhece e a respeito dos quais tem alguma restrição a citar, seja por experiências anteriores, seja por referências vindas de pessoas de confiança.

4. Defina tudo que pode oferecer aos parceiros

Antes de partir para o próximo passo, avalie a si mesmo. O que você está disposto a ofertar? Uma parceria envolve vantagens mútuas, que podem ser exclusividade, condições especiais para os clientes de seus parceiros etc. Seja o que for, saiba que você precisa oferecer um diferencial, afinal, parceria não é só receber.

Prepare uma apresentação, um documento ou algo que formalize o que sua proposta de parceria oferece à outra empresa. Assim, além de deixar claros os benefícios envolvidos, você mostra o comprometimento e profissionalismo de sua imobiliária.

5. Busque fechar parcerias com empresas de sucesso

Na terceira dica, falamos sobre avaliar os potenciais parceiros mais promissores. Agora, você deve se guiar pelo topo dessa lista. Quanto melhor for a referência de seus parceiros, mais essa boa imagem vai se projetar em sua própria marca.

E, para determinar as empresas que serão o foco dessa ação, avalie:

  • suas experiências anteriores com cada uma;
  • as recomendações de sua carteira de clientes atual;
  • a avaliação da empresa em sites de reclamação e nas mídias sociais;
  • a organização, tecnologias e inovações adotadas.

Você pode optar por outros critérios de avaliação que julgar relevante; o mais importante é ter diferentes parâmetros que, juntos, vão resumir claramente quais são as companhias mais interessantes para fechar parceria.

6. Estabeleça regras claras e com benefícios mútuos

Ao documentar a parceria, deixe claro, desde o princípio, quais as regras que embasam essa relação e quais os benefícios acordados pelos dois lados. Isso evita futuras dores de cabeça por falhas de comunicação oriundas de qualquer um dos parceiros.

Lembre-se de que é importante entregar o que promete, ou isso pode trazer desgastes à imagem da sua empresa.

7. Ofereça sempre o melhor serviço aos parceiros e clientes

Não faça diferenciação entre os clientes vindos de seus parceiros e os demais: esse é um erro crasso quando se trata de colaboração empresarial, pois você compromete todo o seu trabalho e ainda prejudica o da outra empresa.

8. Avalie periodicamente o retorno obtido

Com suas parcerias estabelecidas, é preciso realizar uma tarefa básica de toda a gestão empresarial: avaliar periodicamente o andamento e o resultado de suas escolhas.

Não é possível melhorar se você não parar para analisar o que fez de certo ou errado. Sendo assim, avalie para cada parceiro:

  • o custo que sua empresa está tendo;
  • o retorno obtido;
  • a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos;
  • o índice de reclamações ou elogios ouvidos de seus clientes.

9. Renove sua lista de parceiros

Como resultado da avaliação feita, dê continuidade somente às parcerias que estão fluindo, trazendo benefícios e às quais você está conseguindo atender adequadamente. O bom funcionamento dessa troca de vantagens deve se refletir na impressão de seus clientes.

Olhando por esse lado, vai ser fácil identificar quais delas devem ter continuidade e quais precisam sair, para ceder espaço para novas.

Outra dica importante é demonstrar profissionalismo no seu trabalho, e para isso, aproveite para conhecer o inGaia Imob e utilize o melhor CRM imobiliário do mercado para fazer a gestão de seus clientes de qualquer dispositivo, fazer a divulgação de imóveis e usufruir do chat em tempo real com mais de 30.000 corretores para parcerias.

Seguindo essas premissas, você pode ter sucesso e aumentar sua rentabilidade por meio de parcerias com empresas de sucesso. E, para ter sempre ideias e orientações para melhorar os resultados de sua imobiliária, siga a inGaia nas redes sociais — estamos no Facebook, YouTube, LinkedIn e Twitter — e acompanhe nossas publicações.

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe