Locação

Aluguel de imóveis: 5 dicas para aproveitar a alta na procura por locações

Aluguel de imóveis: 5 dicas para aproveitar a alta na procura por locações

Com o Brasil ainda se ajustando à nova realidade econômica, os valores dos aluguéis de imóveis em 11 cidades acabaram sofrendo uma redução média de 1,78% no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2015. O acumulado dos últimos 12 meses é, em média, de queda de 5,23%. Nesse cenário, com os preços dos aluguéis mais baixos e com uma barreira maior no caminho da compra, a procura pelo aluguel de imóveis foi favorecida. Pronto para aproveitar o momento? Então confira nossas dicas!

Entenda seu cliente

Antes de mais nada, é preciso entender como funciona a cabeça daquele cliente que não é investidor e que está no mercado em busca de um imóvel para atender alguma necessidade imediata. Nesse caso, será preciso pensar em uma solução para o problema que esteja de acordo com as condições financeiras atuais do consumidor. Se tais condições não permitirem a compra ou se esse sequer for seu desejo, recorre-se naturalmente ao aluguel de imóveis. Portanto, os clientes que precisarão aguardar outro momento para a compra são clientes com ótimo potencial para a locação.

Conheça seus cálculos

Atualmente, o que as pessoas mais têm feito são cálculos, sempre atrás de resultados que permitam comparar negociações. Com os preços dos aluguéis em baixa e os juros em alta, muita gente que vinha buscando um financiamento para comprar um imóvel tem concluído que, pelo menos por ora, é mais vantajoso alugar e esperar a poeira baixar. Há inclusive quem ache que vale mais a pena manter o dinheiro aplicado em algum ativo, permitindo usufruir do momento de juros altos, do que aplicar em imóveis imediatamente. Em ambos os casos surge a oportunidade de fazer negócio com a locação.

Direcione o marketing

Aquela estratégia de marketing consagrada que você vinha adotando há alguns anos provavelmente não está mais adequada para um momento tão diferenciado quanto o que vivemos agora. É preciso, portanto, criar novas ações que foquem nos perfis dos clientes de locação. Mas não se confunda: o objetivo não é transformar um cliente comprador em um cliente de locação. A meta é apresentar, para quem ainda não entendeu completamente a atual situação do mercado, que o aluguel pode ser uma ótima solução para atender à sua demanda. Portanto, seja nas redes sociais, nos anúncios ou em quaisquer outras ações, é interessante criar um espaço para essa abordagem.

Foque no proprietário

Nunca se esqueça de que a corretagem é uma ação de intermediação de interesses. Isso significa que, se por um lado você tem o cliente com a necessidade de alugar um imóvel, por outro, tem aquele proprietário que está com um imóvel fechado há meses, acumulando prejuízos com todos os custos de IPTU, manutenção e justamente com a falta do aluguel. Por isso, também é importante apresentar a esse cliente a realidade, principalmente se houver qualquer tipo de resistência em relação à redução do valor do aluguel do imóvel. Com toda sua habilidade argumentativa, faça com que o cliente compreenda que é melhor alugar agora, mesmo que por um valor mais baixo, do que continuar tendo prejuízo por tempo indefinido.

Amplie sua rede

O momento definitivamente não é ideal para individualismo. Muito pelo contrário, é preciso melhorar o relacionamento com a concorrência, criando uma troca saudável de informações e de intercâmbio de negócios. De nada adianta você ter um imóvel parado, enquanto seu concorrente tem o cliente para ele, não concorda? Portanto, faça parcerias para que, no fim, todos saiam ganhando!

Por fim, para reforçar sua certeza quanto às boas possibilidades para o aluguel de imóveis no momento, descubra neste outro post por que os brasileiros estão preferindo a locação!

publicidade
Corretor de imóveis, tenha uma plataforma completa para seu sucesso.
Artigos relacionados
Compartilhe