Mercado

as-8-maiores-tendencias-para-o-mercado-imobiliario-em-2018.jpeg

As 8 maiores tendências para o mercado imobiliário em 2018

Este ano promete ser promissor para o mercado imobiliário e para o setor de construção civil. Recuperando-se de uma crise econômica, esse segmento agora promete experiências positivas tanto para investidores quanto para consumidores e profissionais do ramo.

Quer saber quais são as oito maiores tendências para o mercado imobiliário em 2018? Confira o post!

1. Facilidade no crédito imobiliário

A taxa Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) esteve em queda durante o ano de 2017 e promete chegar a 8% no próximo ano. Como esse índice é a taxa básica de juros, sua diminuição auxilia o crédito imobiliário e dá mais recursos para o consumidor.

Pequenos e grandes investidores podem ficar atraídos pela poupança — que estará melhor cotada — e isso pode aumentar a economia das famílias e o otimismo ao poupar.

Uma dica para quem quer conquistar a casa própria é ficar atento às oportunidades dos bancos e das financeiras. Eles prometem facilitar ainda mais a vida de quem deseja adquirir uma propriedade.

2. Aumento da renda para o Minha Casa Minha Vida

As regras do programa habitacional do governo federal foram atualizadas e agora o benefício pode chegar a mais pessoas. Enquanto antes a renda familiar máxima era de R$ 6,5 mil, hoje as famílias participantes podem receber até R$ 9 mil.

Além de o público-alvo ter sido ampliado, o nível de confiabilidade no programa cresceu em razão dos anos em funcionamento. Por isso, mais pessoas prometem se inscrever e tentar o financiamento do governo para conseguir as tão sonhadas chaves da casa própria.

3. Queda da inflação

Especialistas afirmam que a inflação pode chegar a 4,3% em 2018. O resultado dessa queda é que o consumidor vai ganhar poder de compra. Com isso, o setor de construção civil deve atrair novos investidores e estimular aqueles que querem comprar o primeiro imóvel.

Outra vantagem da queda da inflação é que as incorporadoras e as construtoras acabam aproveitando para lançar novos empreendimentos. Isso movimenta a economia e facilita a vida de quem aposta no mercado imobiliário.

Mais do que pensar em novos empreendimentos, os empresários acabam oferecendo mais facilidades e criam estratégias especiais para atrair mais pessoas.

4. Maior confiança do consumidor

Depois de o mundo experimentar uma crise econômica que obrigou as pessoas a pouparem para evitar riscos, a retomada da economia faz o consumidor voltar a ter confiança e procurar apostar suas economias em um empreendimento.

A queda das taxas e a facilidade oferecida por empresas do setor imobiliário aumentam a confiança e deixam o consumidor com todo o poder de compra e de barganha. Assim, a compra de imóveis é facilitada e muitas unidades acabam sendo vendidas por um preço menor.


5. Aperfeiçoamento do marketing digital

O mercado imobiliário não é feito somente das ações de compra e venda. Muitas imobiliárias, assim como seus consultores e corretores, têm precisado se mexer para atrair a atenção do consumidor digital.

Com essa mudança de comportamento das pessoas, as empresas precisaram aderir às técnicas de marketing digital, uma tendência cada vez mais em alta.

A ideia é oferecer uma experiência diferenciada às pessoas que procuram por serviços imobiliários — como conteúdo especializado e novas formas de interação com as empresas. Por isso, em 2018 as empresas devem apostar ainda mais em sua presença digital.

6. Modernização da automação domiciliar

Na ânsia de atrair cada vez mais compradores, as construtoras têm investido em tecnologia e outros diferenciais em seus empreendimentos. Ao unir modernidade e sustentabilidade, os conceitos de automação domiciliar e casa inteligente, por exemplo, ganham cada vez mais adeptos.

É natural que a consciência ambiental esteja em alta — por isso, o ideal é que as casas e os apartamentos ofereçam segurança e respeito ao meio ambiente. Entre as tendências cada vez mais utilizadas estão os controles de iluminação (que possibilitam que os moradores definam a intensidade das lâmpadas) e o uso de água de reúso.

Para o próximo ano, as construtoras prometem aumentar a oferta de unidades inteligentes e de recursos de sustentabilidade, segurança e conforto.

7. Uso de realidade virtual

Já imaginou poder visitar um apartamento que ainda nem foi construído? Essa é a aposta de incorporadoras e construtoras para atrair compradores no próximo ano.

As empresas procuram vender unidades imobiliárias ainda na planta, mas com uma experiência diferenciada: o consumidor coloca óculos de realidade virtual e consegue circular por um apartamento idêntico ao que será construído.

A ideia, além de atrair os aficionados por tecnologia, ajuda as pessoas a entenderem como ficará seu apartamento e ver se a unidade atenderá às suas necessidades. O tour virtual de 360 graus também acompanha a tendência e permite que os consumidores visitem os imóveis de forma realista e a qualquer hora do dia.

8. Criação de mais plataformas imobiliárias

A criação de plataformas imobiliárias também promete oferecer uma experiência ainda mais completa para as imobiliárias que gostam de conhecer as novidades das imobiliárias virtuais.

Além de anúncios mais atraentes, com realidade virtual e tour de 360 graus, as plataformas imobiliárias oferecem atendimento exclusivo e on-line. O resultado disso é o suprimento das necessidades da clientela de acordo com o imediatismo que o mundo de hoje exige.

Outra funcionalidade das plataformas imobiliárias é que elas integram site otimizado para vender imóveis e softwares especializados no setor. Isso facilita o trabalho dos corretores e, consequentemente, faz que o atendimento ao consumidor seja rápido e efetivo.

Algumas plataformas oferecem simulações de crédito imobiliário, envio de propostas e documentos on-line e radar de imóveis para encontrar automaticamente o empreendimento que mais se adequa ao perfil do cliente.

O mercado imobiliário é um dos que mais movimenta a economia. Embora seja um setor que não sofreu tanto com a crise econômica, promete recuperar o fôlego em 2018.

Entender sobre as tendências do mercado imobiliário em 2018 é importante tanto para quem quer seguir por esse caminho de investimento quanto para quem trabalha no segmento. Atualizar-se é fundamental para oferecer um serviço de excelência.

Este conteúdo foi útil para você? Aproveite para ler nosso post sobre a sazonalidade do mercado imobiliário!

publicidade
Artigos relacionados
Compartilhe