Locação

Como ajudar seus clientes com o contrato de locação

Como ajudar seus clientes com o contrato de locação

Com uma oferta maior de imóveis e instabilidades no mercado imobiliário, é cada vez mais comum que os clientes queiram negociar e procurar as melhores oportunidades na hora de alugar um imóvel. Nesse momento, o corretor imobiliário deve conduzir essas negociações e assessorar com informações atualizadas e pertinentes tanto para o proprietário quanto para o inquilino, especialmente na elaboração e assinatura do contrato de locação.

A importância do contrato

O contrato de locação de imóveis é um documento que dá a segurança e garantias para os locatários e locadores, estabelecendo as regras de uso e incumbências de cada parte. Mais do que uma burocracia, o contrato evita complicações ou cobranças abusivas, sendo indispensável para uma relação de credibilidade entre os envolvidos. Para os corretores, intermediar uma negociação desse tipo pode ser complexo e exigirá conhecimentos específicos para diminuir riscos e evitar futuros problemas.

Para a elaboração de um contrato de locação, especialmente nessa época de maior oferta e negociações, o corretor deve estar atento para as particularidades e necessidades de cada negociação. Além dos itens padrões, com os dados pessoais do proprietário e do inquilino, o contrato deve registrar informações de pagamento, reajustes e a finalidade do imóvel, se é residencial ou comercial. Para evitar futuras discussões, o relatório deve conter uma descrição do imóvel, com dados de uma vistoria detalhada (se possível com imagens), que deverá ser incluída no anexo contratual. No contrato também deverá constar questões referentes ao pagamento de taxas, condomínio e impostos, assim como reformas e ajustes na estrutura do imóvel.

Há outros itens, entretanto, que apesar de serem utilizados com frequência em contratos de locação, não são definidos pela Lei do Inquilinato. De acordo com essa indicação, por exemplo, o locador não pode exigir mais de uma modalidade de garantia do locatário, tendo que optar entre o caução, fiança, seguro ou fiador. Além disso, apesar da multa ser normalmente estipulada em três meses de aluguel no descumprimento das cláusulas contratuais, não há um parâmetro definido por lei e ambas as partes podem negociá-la.

O contrato de locação deve incluir tudo que for combinado entre locatário e locador durante a negociação, firmado com a assinatura de ambos e das testemunhas. Qualquer ajuste ou modificação futura devera ser incluída no contrato firmado como aditivos, para que constem por escrito. Dessa maneira, mais do que nunca, o papel do corretor imobiliário é oferecer aos clientes um contrato de locação com linguagem clara e acessível, que inclua todos os acordos negociados e exigências dos clientes, para evitar futuras frustrações ou problemas.

Agora que você viu tudo o que é importante para ajudar os seus clientes com o contrato de aluguel, aproveite para conhecer o inGaia Locação e tenha tudo o que você precisa para fazer a gestão desses contratos, além do sistema financeiro completo para a sua imobiliária.

Achou esse conteúdo interessante? Então compartilhe com o seus amigos nas redes sociais e se inscreva na nossa newsletter para não perder nenhum artigo.

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe