Vendas

Confira 5 passos para captar casas para vender

Confira 5 passos para captar casas para vender

A profissão de corretor de imóveis cresceu bastante no decorrer dos últimos anos, pois cada vez mais pessoas têm investido nessa carreira, por conta de benefícios como a autonomia sobre os seus próprios horários, grande potencial de ganhos financeiros e a constante expansão do mercado.

Conhecer diferentes regiões da cidade, saber avaliar imóveis corretamente, fazer novos contatos todos os dias, administrar bem as informações e até mesmo cuidar da imagem, são apenas alguns dos aspectos que o corretor de imóveis precisa dominar para se manter competitivo.

Além disso, para garantir bons resultados e estabilidade financeira, é preciso manter uma boa carteira de clientes e imóveis. Continue a leitura deste post e conheça 5 passos importantes para a captação de casas para vender!

1. Conheça sua região como ninguém

Todo corretor de imóveis precisa conhecer muito bem cada região da cidade onde vive, pois ele sabe que as oportunidades para fechar novos negócios estão por todas as partes, afinal, seu trabalho é procurar casas para vender ou alugar.

Por isso, é muito importante conhecer como ninguém o bairro em que você atua, para economizar tempo na hora de captar novos imóveis e aumentar sua produtividade, já que você não precisará buscar informações sobre a região. Assim você pode se dedicar a outras funções mais relevantes.

Não ignore as demais regiões

Como corretor imobiliário a sua função é ser um especialista sobre a sua localidade, mas isso não significa que você deve ignorar as demais regiões da cidade.

Você não precisa conhecer a cidade inteira como a palma de sua mão, mas um profissional bem informado tem grandes vantagens competitivas sobre o mercado.

Imagine o caso de um cliente que pede seu auxílio para encontrar uma bela casa em outro bairro da cidade. Conhecendo ao menos o básico sobre o bairro, suas chances de fechar essa venda são muito maiores. Se você não sabe nada sobre a região, como poderia ajudá-lo?

2. Defina uma boa estratégia de captação

Para ingressar nessa profissão, é preciso estudar muito e investir em treinamentos que o capacitam para definir as melhores estratégias de captação.

Com uma estratégia de captação bem definida, é possível aumentar sua carteira de imóveis e garantir uma boa rotatividade entre vendas e prospecções.

Um planejamento de captação eficiente, deve considerar os seguintes aspectos:

  • entendimento sobre a dinâmica das captações;
  • mapeamento das regiões de interesse ou com potencial para comercialização;
  • construção de relacionamentos e contatos para receber cada vez mais indicações de proprietários;
  • conquista da confiança do consumidor (proprietários), pautando-se no próprio perfil profissional;
  • negociação de exclusividade na venda dos imóveis;
  • formalização — capte imóveis com direito a contrato e documentação;
  • avaliação de imóveis — saiba agregar valor às suas prospecções.

Além de dominar todos os processos sem burocracia e com agilidade.

3. Avalie imóveis de forma assertiva

Como citamos, um corretor experiente sabe que a avaliação do imóvel é uma das etapas mais importantes no processo de captação de casas para vender, pois é nessa hora que ele determina o valor da propriedade e, consequentemente, o seu potencial de ganho financeiro.

É uma grande responsabilidade, não é mesmo? Afinal, de que adianta encontrar um imóvel excelente, mas taxá-lo com o preço incorreto?

Desvalorizar o imóvel pode reduzir significativamente os seus ganhos, além de perder a credibilidade com o proprietário. Assim como supervalorizá-lo pode estagnar a sua venda.

Para fazer uma avaliação de imóvel eficiente é preciso:

  • conhecer bem a região;
  • considerar o número de cômodos, a área do terreno, o material de acabamento e o tempo de construção do imóvel;
  • analisar tudo que pode agregar valor — qualquer diferencial, como suítes, lavabos extras, piscina ou área de lazer, deve ser considerado;
  • conhecer o valor médio do metro quadrado da região em que ele está localizado.

O fato do imóvel ser localizado próximo de hospitais, pontos de ônibus, metrô, escolas, supermercados e outros estabelecimentos do tipo também pode agregar valor.

4. Tenha cuidado com a sua imagem

Quando sair para captar casas para vender, você precisa considerar a seguinte hipótese: ao tocar a campainha da casa de um desconhecido, ele não fará ideia de quem é você quando abrir a porta.

Assim que você começar a falar que observou a casa dessa pessoa e que quer ajudá-la a vendê-la, as coisas podem ficar ainda mais complexas. Afinal, “quem é você?” e “onde você trabalha?”, serão, no mínimo, os primeiros pensamentos que o dono do imóvel terá.

Por mais que essa situação pareça um tanto exagerada, não é incomum que muitos corretores ainda façam esse tipo de abordagem, chegando nas casas e fazendo propostas espontâneas.

Para evitar uma primeira má impressão, é muito importante atentar à sua imagem. Portanto:

  • se possível, utilize o crachá ou o uniforme da imobiliária para a qual você trabalha;
  • utilize um figurino adequado, mas sem exagerar na formalidade;
  • saiba se comportar durante a abordagem, seja cordial e respeitoso para que receba o mesmo tratamento de volta;
  • cuide da aparência física — vá com a barba feita e o cabelo arrumado, use maquiagens leves etc;
  • não seja arrogante caso a pessoa não se interesse por suas propostas — evite fechar portas que sequer se abriram, pois, se o dono do imóvel mudar de ideia posteriormente, deve se lembrar de você com uma imagem respeitosa e profissional.

5. Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia está cada vez mais presente no setor comercial, independentemente de qual seja seu segmento de atuação no mercado.

No ramo imobiliário não é diferente, pois existem ferramentas e recursos que podem auxiliar o corretor em seu trabalho.

Hoje em dia, o profissional de vendas imobiliárias pode contar com softwares de gestão, como o inGaia Corretor, para planejar, controlar e executar qualquer tarefa operacional cotidiana, tudo de forma digital e automatizada.

Por exemplo, existem softwares que ajudam a gerenciar a prospecção de clientes e a gestão da carteira de imóveis, tornando as atividades diárias muitos mais simples e aumentando a sua produtividade na hora de captar casas para vender.

Para se manter competitivo no mercado imobiliário atual, o corretor de imóveis precisa integrar o uso de novas tecnologias em suas estratégias. Caso contrário, tende a ser ultrapassado por sua volumosa concorrência.

E com você? Como tem sido sua experiência na captação de casas para vender? Deixe um comentário contando pra gente!

publicidade
Corretor de imóveis, tenha uma plataforma completa para seu sucesso.
Artigos relacionados
Compartilhe