Financeiro

Corretor autônomo: como controlar as finanças do seu negócio?

Corretor autônomo: como controlar as finanças do seu negócio?

Manter a organização financeira em dia é essencial para ter sucesso em qualquer área de atuação. E a realidade para os corretores autônomos não poderia ser diferente! Para prosperar e ver seu negócio evoluir, é preciso não só adotar algumas boas práticas como ter certos cuidados, procurando saber a real situação das finanças, bem como ter uma reserva para cobrir gastos emergenciais e, ainda, contar com a ajuda de softwares especializados para ter todas as informações financeiras de que você precisa sem complicações. Confira nossas dicas e veja que controlar as finanças do seu negócio como corretor autônomo não é nem de longe tão complicado quanto você imagina!

Organize

Para assumir o controle da sua vida financeira como corretor autônomo, é necessário, antes de mais nada, colocar a casa em ordem. Para isso, faça um levantamento da atual situação de suas finanças e crie o hábito de registrar todas as movimentações financeiras relativas à sua atuação como corretor — entradas, saídas, transferências entre contas e quaisquer outras ocorrências. Certifique-se de computar até mesmo as pequenas despesas, bem como não se esqueça de manter sob controle a emissão de notas fiscais, o pagamento de contas e impostos e outras atividades que façam parte da sua rotina financeira profissional.

Separe

Seja por conveniência ou pura falta de conhecimento, muitos corretores autônomos não se preocupam em separar as finanças pessoais das relativas ao negócio. E essa prática, apesar de comum, pode levar a diversos problemas no futuro, comprometendo o fluxo de caixa da empresa. O ideal, portanto, é manter a conta pessoal separada da profissional e nunca tirar dinheiro do próprio bolso para pagar gastos relativos à sua atuação como corretor e vice-versa.

Reserve

Trabalhando como autônomo, o corretor muitas vezes consegue ganhar mais que como contratado por uma imobiliária, com carteira assinada e tudo mais. No entanto, a instabilidade financeira também tende a ser maior. Por isso, é importante estar preparado para lidar com imprevistos, como um gasto inesperado ou até mesmo uma enfermidade que o impeça de trabalhar. Previna-se criando um fundo para emergências! O ideal é que essa reserva tenha valor equivalente a pelo menos 3 meses de despesas mensais. Coloque a quantia em um investimento que ofereça liquidez, como a poupança. Assim você pode fazer retiradas a qualquer momento, caso seja necessário.

Automatize

Um dos maiores desafios enfrentados pelos corretores autônomos na hora de fazer o controle financeiro do negócio é ter acesso rápido e fácil a todos os dados e informações de que precisam. Pois uma das melhores formas de simplificar o controle da vida financeira é apostar no uso de soluções especializadas e softwares de gestão, como o inGaia Locação. Investir na automatização no dia a dia facilita a tomada de decisões e torna o controle muito mais fácil, uma vez que todas as informações necessárias passam a estar reunidas em um só lugar.

Pronto para colocar nossas dicas de controle das finanças em prática e ver sua carreira como corretor de imóveis autônomo deslanchar de vez? E se por acaso tem mais alguma dica que possa ajudar no controle das finanças, não hesite em compartilhá-la aqui nos comentários!

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe