Locação

Corretor autônomo: vale a pena trabalhar com locação de imóveis?

Corretor autônomo: vale a pena trabalhar com locação de imóveis?

Se você é corretor autônomo e atua apenas com venda, provavelmente vem sentindo bastante os efeitos da instabilidade econômica do Brasil, não é mesmo? Mas nada de desânimo! Para dar a volta por cima na carreira de profissional imobiliário, que tal investir na locação de imóveis?

Por mais que grande parte dos corretores de imóveis pense que atuar com aluguel não é uma atividade atrativa, principalmente pelo menor valor das comissões, prender-se a essa limitação pode estar fazendo com que você perca dinheiro, sabia? Quer saber como recuperar seus ganhos? Então confira neste post alguns dos melhores motivos para incentivá-lo a trabalhar com aluguel a partir de agora!

Renda mensal garantida

Além da comissão correspondente a um determinado percentual do primeiro aluguel, o corretor ainda pode ser responsável pela administração do imóvel, recebendo uma taxa mensal que costuma variar de 8% a 10% do valor da locação. E esse dinheiro pode ser essencial para o pagamento das despesas rotineiras do trabalho (como divulgação de anúncios, conta de telefone e combustível para acompanhar visitas) nos meses em que não receber comissões maiores, de vendas.

Velocidade de fechamento

Outro benefício de se trabalhar com a locação de imóveis se vê no tempo levado para fechar um negócio. Enquanto um imóvel para venda pode ficar anunciado por meses e meses, uma propriedade para locação bem cuidada e com bom preço costuma ser ocupada em questão de semanas. Mas atenção: é claro que essa agilidade depende de alguns fatores, como a qualidade do seu atendimento e a abertura do proprietário para negociação.

Mercado em expansão

Pela primeira vez em 15 anos, a busca pelo aluguel foi maior do que pela compra, segundo o portal ZAP Imóveis. Os dados são de dezembro de 2015 e mostram que a intenção de 62% de quem buscava um imóvel na internet era alugar, enquanto apenas 38% gostariam de comprar. No ano anterior, o cenário era exatamente o inverso: 40% gostariam de alugar e 60% de comprar. Os principais motivos para o bom momento do mercado de locação são as restrições no crédito imobiliário e a instabilidade econômica, que fizeram com que as pessoas adiassem o sonho da casa própria. Assim, para se mudarem, passaram a optar pelos imóveis alugados.

Déficit de imóveis

Mas vale destacarmos aqui um detalhe: por mais que o volume de buscas pela locação esteja cada dia maior, na verdade há falta de imóveis disponíveis para o fim. Logo, apostando tanto na captação como na divulgação de opções para aluguel, você automaticamente aumenta suas chances de fechar negócio!

Contexto sempre constante

É preciso lembrar que o mercado de locação é constante, sofrendo menos oscilações que o de venda. Isso porque a demanda habitacional no Brasil se mantém, com pessoas se casando, divorciando-se, saindo da casa dos pais ou mudando de cidade. E a primeira opção nesses casos costuma sempre ser o aluguel.

Diversificação de portfólio

Já parou para pensar que, para trabalhar com locação de imóveis, você não precisa parar de atuar com venda? Diversificar seu portfólio pode alavancar de vez suas negociações. Pense bem: quantos interessados em comprar você já atendeu que perceberam não ter dinheiro suficiente para a entrada e as prestações do financiamento? Nesses casos, você poderia ter apresentado também um imóvel de sua carteira para locação, garantindo a conclusão do negócio!

Quer continuar bem-sucedido como corretor de imóveis e superar esse momento difícil da economia nacional fechando bons negócios? Então é preciso olhar para as oportunidades do mercado imobiliário! Aproveite para conhecer o inGaia Locação e tenha tudo o que precisa para gestão de contratos de locação e financeiro completo para sua imobiliária.

E se deseja receber mais conteúdos como esse para ser um corretor de sucesso, assine já nossa newsletter!

publicidade
Corretor de imóveis, tenha uma plataforma completa para seu sucesso.
Artigos relacionados
Compartilhe