Mercado

Corretores de imóveis brasileiros: por que eles fazem sucesso lá fora?

Corretores de imóveis brasileiros: por que eles fazem sucesso lá fora?

Morar em outro país e trabalhar com remuneração em dólares é um sonho de muitos brasileiros. Esse objetivo já é realidade para corretores de imóveis que atuam nos Estados Unidos, especialmente em Miami e em Orlando. Nesses locais, os brasileiros são responsáveis por 34% das vendas feitas a estrangeiros.

Quer saber quem são os corretores brasileiros que fazem sucesso lá fora e conseguir dicas para também alcançar esse objetivo? Continue lendo!

Quem são os corretores brasileiros nos EUA?

Em geral, são profissionais que já trabalhavam nos Estados Unidos e viram a oportunidade de atuar no mercado imobiliário americano com atenção voltada para os conterrâneos. Brasileiros são bons compradores de imóveis nos Estados Unidos, especialmente unidades de luxo ou para veraneio, mas encontravam dificuldades em fechar negócios por barreiras da língua ou de cultura.

Os corretores de imóveis brasileiros encontraram esse nicho e, além de intermediarem negociações entre os locais e brasileiros, também se tornaram especialistas em encontrar em Miami e em Orlando imóveis que atendam ao perfil dos compradores do Brasil. Também é um diferencial do corretor brasileiro a tradução das normas, leis e taxas imobiliárias americanas para o público brasileiro.

O que é preciso para atuar nos Estados Unidos?

As atividades imobiliárias em solo americano são bastante reguladas e os profissionais precisam preencher uma série de requisitos. Primeiro, é necessário ter um visto de trabalho para atuar no país e conseguir o Social Security Number, uma espécie de CPF.

Em seguida, os corretores de imóveis precisam passar por um curso credenciado pela Associação Nacional de Corretores (NAR) e serem aprovados em um teste com questões que vão de matemática à ética. Também é necessário conseguir as licenças estaduais de trabalho para a sua área de atuação, que devem ser renovadas a cada dez anos.

Por fim, é necessário que a sua licença seja certificada por um Broker, ou seja, uma pessoa autorizada a ter uma imobiliária nos EUA depois de passar, também, por processos rígidos de autorização.

Quais são os principais desafios?

Além de passar por todas essas fases burocráticas para ter a atividade legalizada em solo americano, os corretores de imóveis brasileiros também precisam conhecer profundamente a legislação tributária dos Estados Unidos e mesmo as regras de sucessão.

Também existem algumas peculiaridades da lei americana que precisam ser absorvidas. Em Orlando, por exemplo, contratos de aluguéis para curta temporada são proibidos.

Por fim, é necessário encontrar o seu público. Em geral, os clientes brasileiros procuram imóveis de luxo para passar as férias. Portanto, não adianta ficar nos EUA esperando baterem à sua porta. Uma dica é prospectar clientes já no Brasil, o que pode ser facilitado com parcerias estratégicas com negócios que já atuam no mercado de alto valor, como companhias áreas e locatárias de veículos.

E não se esqueça de que o seu cliente também vai precisar de vistos ou, caso decida morar nos EUA, encontrar serviços para sua família, como escolas para os filhos. Portanto, oferecer um serviço de assessoria na resolução de burocracias no pós-venda é um diferencial.

Quer descobrir como corretores de imóveis conquistam clientes dispostos a desembolsar um bom dinheiro em imóveis de alto padrão, no Brasil ou no exterior? Comece aprendendo tudo sobre o mercado de luxo atual.

Agora que você já viu como os corretores de imóveis brasileiros fazem sucesso lá fora, aproveite para conhecer o melhor CRM do mercado e faça sucesso aqui dentro! Além de lhe permitir fazer a gestão de clientes e imóveis, o inGaia Imob te ajuda a acompanhar a performance da sua imobiliária de qualquer lugar e de qualquer dispositivo.

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe