Financeiro

DIMOB: tudo que você precisa saber

DIMOB: tudo que você precisa saber

Imobiliárias, incorporadoras e construtoras devem apresentar anualmente a Declaração de Informações de Atividades Imobiliárias (DIMOB) para a Receita Federal. O objetivo é prestar contas relativas ao calendário do ano anterior, e os responsáveis pela emissão do documento devem ficar atentos para que isso não gere nenhum transtorno para os envolvidos.

Continue a leitura e entenda o que é a DIMOB, quem deve entregá-la, o prazo e as multas referentes à declaração, as regras de preenchimento e como facilitar esse processo.

O que é DIMOB?

A DIMOB (Declaração de Informações de Atividades Imobiliárias) foi criada em fevereiro de 2003, e é um dos principais recursos usados pela Receita Federal do Brasil para realizar o cruzamento de dados dos contribuintes na hora de fiscalizar as informações do Imposto de Renda (IR).

DIMOB: prazo de entrega e obrigatoriedade

A entrega da DIMOB deve ser feita até o último dia do mês de fevereiro por pessoas jurídicas e equiparadas à jurídica que tenham feito qualquer tipo de transação imobiliária no ano anterior.

Para garantir que as informações coletadas entre maio e abril pela Receita Federal sejam cruzadas de forma efetiva, empresas como imobiliárias, incorporadoras e construtoras devem entregar a declaração.

Confira se o seu negócio se encaixa em alguma das categorias:

  • Incorporadora de imóveis residenciais que utiliza dos serviços de uma imobiliária para intermediação da venda e locação de imóveis;
  • Empresas que tiverem realizado operações imobiliárias em atividades de “administração, locação ou cessão de seu patrimônio”;
  • Negócio que tem como atividade principal a construção, administração, locação ou alienação do patrimônio próprio, de sócios ou condôminos.

Se a receita da imobiliária no ano anterior tiver sido apenas com taxas de administração de condomínio, não é preciso declarar a DIMOB. Também não é necessário quando a imobiliária tenha realizado a compra e subsequente revenda de imóveis, mas sem efetuar a intermediação.

No caso de corretores autônomos, é necessário apresentar a declaração se estiverem atuando como pessoa jurídica para realizar qualquer tipo de incorporação ou loteamento.

Declaração DIMOB: entenda a importância da entrega

Apesar de parecer um pouco burocrática para a rotina imobiliária, a DIMOB é um ótimo recurso para garantir a transparência entre as transações realizadas no país e a veracidade das informações das empresas do setor. Por ser usada pela Receita Federal do Brasil no cálculo do IR, há uma relevância ainda mais importante, tanto para as empresas quanto para os clientes.

Regras de preenchimento da DIMOB

Na hora de preencher a DIMOB, é necessário que a declaração contenha as informações sobre as operações no ano em que foram contratadas até o último dia útil do mês de fevereiro do ano subsequente. Alguns pequenos erros, como o uso de caracteres especiais, omissão de nomes, CPF ou CNPJ incorretos e datas e valores que não correspondem, podem fazer com que o programa não aceite o envio e não especifique as irregularidades.

E se houver algum erro?

Quando os valores das transações não coincidem com as informações dadas pelo contribuinte, é detectada a irregularidade e a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física cai na malha fina.

A correção precisa ser feita pelo contribuinte ou pelo declarante da DIMOB. Se nenhuma das partes fizer a revisão dos valores, acontece uma cobrança com juros e multas para o contribuinte, podendo trazer pontos negativos para a imobiliária.

Facilite a entrega da DIMOB com o inGaia Locação

Com um software de controle imobiliário, todas as informações referentes às atividades financeiras do negócio são guardadas com segurança. Assim, quando chega a hora de fazer a declaração da DIMOB, é possível acessar, com poucos cliques, todas as informações necessárias para o envio à Receita Federal.

Para entregar a DIMOB de forma automática e correta, conte com o inGaia Locação, um sistema financeiro para imobiliárias que controla melhor as finanças e ajuda a evitar a inadimplência. Assim, o negócio aumenta a produtividade, evita a bagunça de papéis e a perda de tempo com o uso de diversos tipos de programas.

Baixe o e-book “DIMOB: o guia completo”

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece na entrega da DIMOB? Então, baixe gratuitamente o nosso e-book DIMOB: o guia completo. Após a leitura, a sua imobiliária poderá entregar a DIMOB corretamente, evitando multas decorrentes de um preenchimento incorreto de informações. Aproveite!

publicidade
Artigos relacionados
Compartilhe