Liderança

É preciso ter formação para ser um corretor de imóveis de sucesso?

É preciso ter formação para ser um corretor de imóveis de sucesso?

De fato, um corretor de imóveis de sucesso pode fazer o seu horário de trabalho, atuar em um mercado em expansão, ter alto ganho financeiro e melhor qualidade de vida.

Estes benefícios te atraem? Pois saiba que não é difícil atuar na profissão!

Para te ajudar, falaremos neste artigo sobre o que é exigido de um corretor de imóveis no mercado. Além disso, apontaremos como a formação profissional e outros cursos podem aumentar as suas oportunidades.

Quer ser um corretor de imóveis e ter sucesso na carreira? Então siga com a leitura!

Ensino superior: é preciso ter para ser um corretor de imóveis de sucesso?

O ensino superior não é obrigatório para atuar como corretor de imóveis e nem garantirá o sucesso profissional — muitos corretores autônomos de talento no mercado nunca cursaram uma faculdade.

No entanto, é inegável que um diploma do ensino superior pode enriquecer o seu currículo e aumentar as chances de trabalhar em uma grande imobiliária.

As exigências que o aspirante a corretor precisa cumprir para tirar o registro são:

  • ser maior de 18 anos;
  • ter concluído o ensino médio;
  • ingressar em algum curso profissionalizante para fazer o seu registro no CRECI — falaremos sobre este assunto em detalhes, mais adiante.

Formação em Administração: ajuda a abrir o próprio negócio?

Sem dúvidas, um curso de Administração oferece noções avançadas sobre a gestão empresarial. Esse conhecimento pode ser aplicado em seu negócio próprio — se o seu desejo é abrir uma imobiliária de médio ou grande porte ou até mesmo ter mais segurança na profissão.

No entanto, para o corretor autônomo, o curso de Administração não é obrigatório, uma vez que é possível obter conhecimentos específicos por meio de cursos técnicos ou de gestão direcionados ao segmento.

Assim, profissionais das mais diversas áreas podem atuar como corretores de imóveis e agregar o seu know-how ao negócio: Comunicação, Direito, Vendas e até Engenharia.

Capacitação tecnológica: é importante para operar sistemas imobiliários?

De fato, muitas ferramentas tecnológicas podem auxiliar o trabalho do corretor — como os softwares de gestão e CRM.

Essas soluções digitais ajudam a tornar o negócio profissional e escalável. E, embora elas sejam intuitivas e sem muitas complicações, uma capacitação tecnológica básica pode ajudar o corretor a extrair o melhor dessas ferramentas.

Tenha em mente que o mercado evolui constantemente, e a tecnologia é uma aliada do corretor para aproveitar as novas possibilidades e gerar melhores resultados. Assim, quanto mais conhecimento nessa área, mais chances de sucesso profissional.

Cofeci e CRECI: ter registro é obrigatório?

Antes de respondermos a essa pergunta, é válido explicar o que é o Cofeci e o CRECI:

Cofeci

Com sede em Brasília, o Conselho Federal de Corretores de Imóveis é responsável por regularizar e fiscalizar a atividade do corretor de imóveis.

CRECI

Refere-se aos Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis presentes em vários estados brasileiros para exercer a atuação local.

Para ser um corretor imobiliário, é obrigatório por lei seguir uma regulamentação específica e ser credenciado no Conselho.

Dessa maneira, é preciso procurar um bom curso de formação que lhe dará conhecimentos em matemática financeira, noções em aspectos jurídicos e de arquitetura. Veja as opções:

  • curso Técnico em Transações Imobiliárias: duração de 4 a 12 meses;
  • faculdade de Ciências Imobiliárias: 4 anos para a formação;
  • curso de Gestão Imobiliária: 2 anos de estudo.

O curso Técnico em Transações Imobiliárias pode ser feito presencialmente ou a distância, cabendo ao aluno optar pela forma mais confortável e que pode lhe trazer mais conhecimentos. Além disso, a escolha de uma boa instituição de ensino dará credibilidade ao corretor perante o mercado.

Uma dica é procurar o Creci ou o Sindicato dos Corretores para conseguir informações a respeito de instituições reconhecidas por esses órgãos e que ofereçam ensino atualizado nas novidades do cenário imobiliário.

O investimento em formação para atuar no mercado imobiliário não é baixo, por isso, é importante que a instituição ofereça qualidade no ensino e credibilidade.

Estágio: como ele pode ajudar na sua formação profissional?

Se você já é um corretor experiente em busca de novos conhecimentos e melhor profissionalização, esta etapa pode ser pulada.

Porém, no caso do futuro corretor, é por meio do estágio que ele conseguirá colocar em prática aquilo que foi visto nos cursos. Exatamente por isso, é exigido do aluno, pelo menos, 128 horas de estágio supervisionado para obtenção do diploma em faculdades.

Normalmente, a própria instituição direciona os alunos para os estágios. Caso isso não ocorra, você deve procurar imobiliárias para realizar esse trabalho que é muito importante para a formação profissional.

CRECI: como fazer o seu registro?

Essa é a parte essencial do processo de regulamentação do corretor.

Com o diploma em mãos e a bagagem adquirida por meio de estudos e estágios, você pode procurar a delegacia do CRECI mais próxima para dar entrada no pedido de registro para obtenção do certificado com o respectivo número de inscrição.

Leve também seus documentos pessoais, comprovante de recolhimento das taxas obrigatórias, certidões negativas civil e criminal e certidão negativa junto à Justiça Federal.

Ao final do processo, a carteira profissional permitirá que você desempenhe as mais variadas funções, como:

  • profissional autônomo;
  • captação de imóveis;
  • avaliador de imóvel;
  • trabalhar em corretoras ou incorporadoras;
  • realizar a venda ou locação de imóveis novos e usados;
  • correspondente imobiliário da Caixa Econômica Federal;
  • abrir a sua própria imobiliária.

O documento é entregue em uma cerimônia realizada pelo CRECI, na qual o corretor recebe também o código de ética da profissão e a sua carteira de regularidade, que precisa ser atualizada a cada ano.

Como vimos ao longo do texto, não é obrigatório ter formação superior para exercer a profissão de corretor de imóveis. Basta fazer cursos específicos de qualidade comprovada e colocar o aprendizado em prática para tirar a tão esperada carteira vermelha do CRECI.

Agora que você entendeu o que é necessário para ser um corretor de imóveis, aproveite para alavancar a sua carreira com o inGaia Corretor e tenha o melhor software e tecnologia em sites imobiliários, com acesso a clientes e imóveis pelo aplicativo e fature muito mais com a plataforma completa para o sucesso.

Gostou deste post? Entendeu qual é a formação necessária para ser um corretor de imóveis de sucesso? Então curta a nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter, YouTube, LinkedIn e Google+ para acompanhar outros conteúdos relacionados ao assunto!

publicidade
Corretor de imóveis, tenha uma plataforma completa para seu sucesso.
Artigos relacionados
Compartilhe