Marketing

Entenda por que todo corretor de imóveis precisa desenvolver o marketing pessoal

Entenda por que todo corretor de imóveis precisa desenvolver o marketing pessoal

Em um mercado tão concorrido quanto o imobiliário, o corretor deve estar atento e preparado para conquistar alguns diferenciais competitivos. Investir nas relações interpessoais, buscando construir uma boa imagem de si mesmo, está entre os principais.

Adotando o marketing pessoal como uma das estratégias de negócio, o corretor consegue agregar valor ao próprio perfil. Assim, ele não só se destaca entre os concorrentes, como também consolida uma identidade profissional própria, o que é muito favorável para a geração de negócios e de sucesso.

Confira neste post como o marketing pessoal contribuirá para o seu desenvolvimento no mercado imobiliário e descubra algumas dicas valiosas sobre como adotá-lo.

O que é marketing pessoal?

O marketing pessoal é uma estratégia que visa ressaltar valores que uma determinada pessoa possui, buscando consolidá-los diante de um determinado público. Essa estratégia é de especial importância no âmbito profissional, sobretudo para aqueles que dependem de contatos e de relacionamentos interpessoais.

Contudo, é importante ressaltar que o marketing pessoal não trata da construção de uma imagem ilusória sobre determinada pessoa. Pelo contrário, ele tem como objetivo destacar as reais qualidades de um indivíduo, que podem favorecer as circunstâncias nas quais elas se inserem.

Portanto, para que essa estratégia de fato funcione e obtenha resultados duradouros, é essencial que o profissional que a utiliza tenha uma boa formação no ramo no qual atua e seja capaz de exercer com eficácia as próprias habilidades.

Como adotar essa estratégia?

Antes de tudo, o marketing pessoal deve ser programado de maneira consciente a partir de um objetivo claro. No âmbito da corretagem, ele pode servir para posicionar o corretor no mercado ou reposicioná-lo em um patamar de maior destaque.

Nesse posicionamento ou reposicionamento, por exemplo, o corretor pode se definir como um expert em determinado segmento de mercado ou como um consultor de investimentos imobiliários. Desde que ele tenha real capacidade para assumir as responsabilidades que a imagem que ele deseja projetar implica, o marketing pessoal pode ser adotado.

Caso essa capacidade não exista, é indispensável conquistá-la antes de adotar o marketing pessoal como estratégia. Construir uma imagem falsa de si mesmo pode até causar alguns benefícios em curto prazo. Porém, essa não é uma situação que se sustenta por muito tempo, e os resultados podem se inverter — prejudicando a carreira do corretor.

Além da capacitação profissional, também é importante que o corretor invista em outros conhecimentos que aumentarão as possibilidades de ele interagir com diferentes pessoas.

Portanto, é conveniente que o profissional estude uma língua estrangeira, mantenha-se informado sobre os assuntos da atualidade e busque especializações técnicas na profissão. Tudo isso contribuirá para o desenvolvimento do indivíduo, fazendo com que o corretor se sinta mais seguro e se torne plenamente apto para aplicar o marketing pessoal de maneira ainda mais efetiva.

Quais são as melhores práticas?

Agora que você aprendeu o que é marketing pessoal e como adotá-lo na sua profissão. Conheça as principais dicas para você colocá-lo em prática no seu cotidiano!

Cuide da aparência

Da mesma forma que um bom produto deve receber uma bela embalagem, o bom corretor precisa se apresentar de maneira apropriada. Nesse sentido, ele deve se vestir de forma conveniente para cada ocasião, mantendo absoluto rigor nos cuidados com a higiene.

Isso não significa que o profissional tenha que gastar mais do que pode comprando roupas caras. Contudo, é essencial que ele tenha um guarda-roupa mínimo, que inclua trajes adequados para as várias ocasiões sociais e profissionais.

Vale a pena conferir algumas dicas — começando pelo uso de ternos ou tailleurs no dia a dia. A não ser em ocasiões nas quais eles são indispensáveis, esses trajes podem ser substituídos por roupas discretas e adequadas para a função e para a ocasião. Em todas elas, é preciso ter muito cuidado com o excesso de informalidade e com os tons chamativos, que podem causar uma impressão negativa.

Os sapatos devem estar sempre impecáveis e apropriados para a roupa. Os cabelos precisam estar sempre limpos e bem cortados, denotando que o profissional dedica uma atenção exclusiva à própria aparência.

Seja natural

O objetivo do corretor deve ser passar o ar de responsabilidade no exercício da profissão. No entanto, é preciso tomar muito cuidado com posturas forçadas, que demonstrem uma maneira artificial de agir.

Ao contrário disso, o melhor a se fazer é ser natural, agindo de forma descontraída e de acordo com o ambiente onde estiver. Porém, é fundamental manter um bom comportamento em todas as ocasiões.

Para tanto, conhecer as regras da etiqueta social ajuda bastante. Elas permitem que o profissional aja com naturalidade em qualquer situação, sem se sentir embaraçado por surpresas de última hora.

Ao mesmo tempo, aquele conhecimento sobre os fatos da atualidade que já foi mencionado anteriormente favorecerá bastante a naturalidade. Com ele, será possível participar de conversas variadas, que não sejam somente aquelas relacionadas à profissão — o que ajuda a descontrair nos momentos apropriados.

Nesse ponto, vale ressaltar que uma pessoa que só fala de assuntos profissionais tende a se tornar desinteressante e cansativa, o que é extremamente negativo para o marketing pessoal.

Priorize a ética

A ética define uma série de atitudes que são bastante favoráveis à autopromoção pessoal. Ela não só condiciona a adoção de práticas corretas, como também direciona a pessoa para um padrão de comportamento bastante conveniente.

Portanto, conhecer e seguir o Código de Ética do Corretor de Imóveis — Resolução Cofeci 326, de 1992 — é uma obrigação do profissional, o que contribui para o desenvolvimento do marketing pessoal.

Faça networking

Networking é uma rede de conexões interpessoais desenvolvida, principalmente, para assuntos relacionados a trabalho. Quanto mais extensa for essa rede, maiores serão as oportunidades de o corretor se autopromover.

Para criar ou ampliar a própria rede, é importante que o profissional esteja presente em eventos de todos os tipos, inclusive naqueles que não estão relacionados ao mercado imobiliário. Lançamentos de livros, exposições, recepções, atividades esportivas, entre outros, são ótimas ocasiões para ampliar o networking.

Da mesma forma, ambientes que favorecem o convívio coletivo criam ótimas oportunidades para travar novos relacionamentos. Ainda, vale ressaltar que o uso profissional das redes sociais também oferece ótimas possibilidades nesse sentido.

Invista em tecnologia

Atualmente, o uso de equipamentos eletrônicos e dos recursos que eles oferecem é indispensável para o corretor que deseja obter sucesso na profissão. Nesse aspecto, vale ressaltar que a tecnologia também favorece muito a autopromoção — que não vem somente da boa impressão que um smartphone ou um tablet de última geração podem causar.

Muito mais do que isso, os recursos tecnológicos de boa qualidade agilizam os procedimentos e permitem que o corretor esteja sempre conectado com o networking que ele construiu e com as oportunidades de ampliá-lo. Não tenha dúvidas de que tudo isso será bastante favorável ao seu marketing pessoal.

Sendo assim, aproveite para conhecer a melhor tecnologia em sites imobiliários, com acesso aos seus clientes e imóveis pelo aplicativo e parcerias em tempo real com mais de 30.000 corretores, através do inGaia Corretor.

E, já que estamos falando em networking, que tal começar a investir nele agora mesmo compartilhando esse artigo pelo Facebook, Twitter, YouTube e LinkedIn. Assim, seus amigos saberão que você é uma pessoa antenada — o que já ajudará no seu marketing pessoal!

publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe