Mercado

mercado-evt-conheca-o-raiox-do-terreno.jpeg

EVT: conheça o raio-x do terreno

Se você pretende adquirir um terreno ou iniciar uma construção, é necessário estar atento ao Estudo de Viabilidade Técnica, ou EVT. É por meio deste documento que serão conhecidas todas as informações a respeito do que pode ser edificado no terreno.

O EVT fornece uma análise preliminar dos fatores que podem influenciar uma obra, além de apresentar informações sobre a possibilidade de retorno financeiro. Assim, sua elaboração é fundamental para que a construção atenda a todas as nuances de sua localização.

Raio-x do terreno

Por apresentar todas as informações necessárias, o EVT é considerado o raio-x do terreno. O documento disponibiliza detalhes sobre localização, legislação e um diagnóstico econômico da região do empreendimento, como veremos a seguir.

Diretrizes para construção

Por meio do estudo, é possível saber quantos pavimentos podem ser construídos e a altura permitida naquele local, os recuos e os zoneamentos. O EVT apresenta ainda índices como taxa de ocupação e coeficiente de aproveitamento.

Aspectos legais

Ao ser elaborado, o EVT reúne informações disponibilizadas por órgãos públicos que direcionarão sobre aspectos legais, como desapropriações, benfeitorias públicas e tombamentos. O documento informa também a respeito de débitos relacionados ao terreno, dívidas ou multas.

Viabilidade econômica

Além de detalhes sobre o terreno, o EVT considera o entorno do empreendimento, com informações sobre a região, seja ela residencial ou comercial, e quais imóveis têm índices maiores de oferta ou procura. Dessa forma, é possível determinar com maior precisão o preço do metro quadrado do imóvel.

Aspectos ambientais

Um EVT bem elaborado deve considerar questões de meio ambiente, com informações, por exemplo, sobre vegetação, e qual a influência dessa característica para o empreendimento. Isso é feito por meio do levantamento planialtimétrico e arbóreo.

Quem produz o EVT

O EVT é um documento produzido por arquitetos, engenheiros ou corretores de imóveis. Não há obrigatoriedade legal de sua execução, mas ele é fundamental para evitar prejuízos no investimento em um empreendimento.

O ponto de partida para a elaboração do EVT é a Guia Amarela, obtida na Prefeitura. Esse documento disponibiliza as informações sobre localização, enquadramento na Lei de Zoneamento e parâmetros construtivos e de orçamento do solo.

Custos e prazo para produção do EVT

A produção do EVT não tem um custo fixo. Geralmente, a elaboração tem valor aproximado de 2 a 3% do empreendimento. Porém, há uma certeza de retorno de investimento, uma vez que o estudo impedirá a construção em local inadequado. Com isso, haverá a garantia de todos os fatores que envolvem a viabilidade de uma edificação.

Já o prazo para produção do EVT está atrelado à localização do empreendimento. Em uma cidade onde há um Plano Diretor com Lei de Zoneamento e regimentos claros, a elaboração do EVT deve ser feita entre 15 e 30 dias.

Esse prazo será maior quando há a exigência de uma pesquisa mais aprofundada. No caso de empreendimentos fora das capitais, pode ser necessária uma consulta a órgãos públicos, como Prefeitura e Estado, para o atendimento a todos os requisitos legais. Assim, a execução do EVT pode chegar a 90 dias.

Independentemente do tempo para elaboração ou do tamanho do terreno, o EVT apresenta aspectos fundamentais para o sucesso de um empreendimento. O conhecimento de todos os detalhes sobre a área proporciona mais credibilidade e potencializa a possibilidade de negociação do terreno.

Agora que você conhece mais sobre o EVT, saiba também como as novas regras afetam o financiamento de imóveis pela Caixa e aproveite para conhecer o inGaia Locação e tenha em suas mãos o melhor software para a gestão financeira completa da sua imobiliária!

publicidade

Compartilhe