Locação

Locação de imóveis: 4 dicas para otimizar a gestão de contratos imobiliários

Locação de imóveis: 4 dicas para otimizar a gestão de contratos imobiliários

Especialmente por sua vigência, um contrato de locação de imóveis é bem diferente de um contrato de compra e venda. Nesse caso, a imobiliária precisa se preocupar com a documentação e o cumprimento de obrigações a longo prazo, transformando a gestão desses contratos em uma de suas principais inquietações. Mas sabia que otimizar essa gestão é plenamente possível, desde que você conte com as soluções adequadas? Confira a seguir 4 ótimas dicas nesse sentido e saiba como conseguir uma gestão bem mais eficiente para tais contratos!

Formalize as negociações e expectativas

Contratos de locação precisam ser bem específicos, contando com detalhes sobre o que o inquilino pode ou não fazer, quais são os prazos de pagamento e os de vigência, bem como diversas outras considerações. Muitos desses acordos, entretanto, são negociados de maneira mais informal, o que pode prejudicar bastante a gestão de contratos. Para evitar surpresas desagradáveis, o melhor é documentar tudo em relação ao imóvel, ao inquilino e ao locatário. Assim fica mais fácil cobrar determinadas obrigações, bem como garantir que todos os direitos sejam devidamente respeitados.

Mantenha os documentos atualizados e agrupados

Também é muito importante manter a documentação organizada e devidamente atualizada. Quanto ao inquilino, é preciso ter em mãos os documentos relacionados ao fiador ou ao seguro-fiança, por exemplo, enquanto em relação ao imóvel é ainda mais importante garantir a total regularidade da documentação. É preciso que o imóvel esteja em dia com os débitos municipais, por exemplo. Dessa forma, caso seja necessário apresentar esses documentos, a tarefa se torna bem mais fácil. Isso sem contar que, assim, os contratos estão mais protegidos.

Conheça prazos e obrigações de antemão

Uma boa gestão de contratos inclui um conhecimento prévio sobre as principais características de cada caso. Com os contratos firmados, é preciso ter em mente quais são os prazos relacionados à sua extinção ou, claro, à sua renovação, bem como a quantas anda o pagamento dos impostos devidos, por exemplo. Por razões óbvias, contratos com prazos mais próximos são prioritários e, portanto, devem receber mais atenção. E tudo deve ser calculado de maneira antecipada, viu? Isso permite planejamento e evita que prazos sejam perdidos ou que algum contrato acabe em situação irregular.

Considere usar um software de gestão imobiliária

Na prática, dependendo da quantidade de contratos de locação, pode se tornar difícil para a imobiliária conseguir dar conta de tudo de maneira manual. Já parou para pensar que planilhas nem sempre são suficientes para garantir o máximo de controle e de gestão? Por isso, investir em tecnologia é a dica mais importante para otimizar a administração. Ao contar com um bom software de gestão, como o inGaia Locação, você não apenas terá os contratos organizados de maneira automática, mas conseguirá fazer pesquisas, controles e acompanhamentos com muito mais facilidade.

Esse software se torna responsável por centralizar os contratos e suas respectivas particularidades, oferecendo dados essenciais como data de início, prazo de vigência, informações sobre obrigações tributárias e partes interessadas. Com isso, o crescimento da imobiliária e do número de contratos geridos é automaticamente favorecido sem que haja perda em qualidade. Que tal já começar com a melhor solução do mercado?

Quer aumentar os resultados da sua imobiliária? Então não perca a oportunidade de baixar nosso e-book Guia prático de gestão imobiliária: veja como organizar seu negócio em 5 passos!

publicidade
Administração de Locações e Financeiro Completo - inGaia Locação
Artigos relacionados
Compartilhe