Financeiro

Quanto ganha um corretor de imóveis?

Quanto ganha um corretor de imóveis?

O mercado imobiliário pode ser bastante lucrativo para quem consegue descobrir a melhor estratégia para captar clientes e fechar contratos. Mas o que viria a ser bastante lucrativo? Essa é mesmo uma dúvida muito comum: afinal, quanto ganha um corretor de imóveis? Quer esclarecer essa questão de uma vez por todas? Então basta continuar lendo nosso post de hoje!

Comissão e taxa de corretagem

Os 2 principais fatores que contribuem para os ganhos de um corretor de imóveis são a comissão e a taxa de corretagem. Quando o profissional atua de maneira autônoma, pode receber entre 5 e 8% do valor do imóvel no caso de compra e venda, sendo essa a sua remuneração. Assim, um corretor que vende um imóvel de 100 mil reais e que pratique a taxa mais comum, de 6%, ganha 6 mil reais com essa transação. Já um corretor que atua em parceria com uma imobiliária ganha, na verdade, meia comissão. Isso porque a taxa de corretagem é dividida entre os diferentes níveis, em geral ficando em 2% líquidos sobre o valor dos imóveis.

Impacto do valor dos imóveis

Graças a essa característica, os profissionais da área precisam ter em mente que o valor dos imóveis impacta diretamente na remuneração. Imagine, por exemplo, um corretor autônomo que vende um imóvel de 200 mil reais. Nesse caso, receberá, em média, 12 mil pela venda realizada. Ao mesmo tempo, considerando um corretor parceiro de imobiliária, que por mais que tenha uma comissão menor, acaba vendendo um imóvel de 800 mil reais. Nesse caso, recebe 16 mil de remuneração. Assim, mesmo com uma taxa menor, o valor do imóvel permite que ele ganhe mais.

Quantidade de negócios fechados

Aqui entra mais uma variável: a quantidade de negócios fechados pelo corretor ao longo de um mês. Um corretor autônomo que fecha 5 vendas de imóveis de 100 mil reais por mês, por exemplo, ganha 30 mil reais. Ao mesmo tempo, um corretor que faz uma única venda de 400 mil no mesmo período, recebe 24 mil reais. A lógica é mais que simples: quanto mais contratos o corretor consegue fechar, maior é seu recebimento, o que significa que, muitas vezes, pode valer mais a pena investir em uma carteira de clientes com contratos menores, mas que apareçam em maior volume.

Outros tipos de contrato

E indo além da venda em si, o corretor também pode ganhar em cima de outros contratos. No caso de locação de imóveis, por exemplo, o corretor pode cobrar até o valor inteiro do primeiro aluguel ou receber uma porcentagem do valor mensal. No caso da administração de imóveis, o corretor pode receber um valor entre 5 e 10% do valor recebido pelo aluguel e outros encargos. Assim, a taxa de corretagem não se aplica apenas aos contratos de compra e venda, mas também a outras modalidades do mercado imobiliário, agregando aos ganhos desse profissional.

Quanto um corretor de imóveis ganha depende basicamente dos imóveis que ele vende, aluga ou administra, bem como da quantidade de contratos que fecha. Sobre cada contrato é possível receber taxa de corretagem ou de administração. No fim das contas, esses ganhos se somam para formar a renda desse profissional.

Nem é tão complicado quanto você achava, não é mesmo? Mas será que ainda ficou com alguma dúvida sobre os rendimentos de um corretor de imóveis? Deixe seu comentário e participe!

 Agora que você já sabe quanto ganha um corretor de imóveis, é hora de conhecer o inGaia Corretor e ter em mãos a melhor tecnologia em sites imobiliários do mercado, com acesso aos seus clientes e imóveis através do aplicativo e parceria em tempo real com mais de 30.000 corretores qualificados.
publicidade
Black Friday inGaia - R$ 1000,00 de desconto para ter o sistema imobiliário mais completo do mercado
Artigos relacionados
Compartilhe